Romance de Espionagem

Votos de utilizador:  / 0

Fruto distinto do mesmo ramo em que floresceu a história policial, o romance de espionagem foi, durante os turbulentos anos do século XX, um dos gêneros de literatura de massa mais caros ao gosto do público. É importante, aqui, não confundir literatura de espionagem e literatura com espiões. A primeira é resultado de uma época bastante específica, ganhou corpo depois da segunda década do século passado e teve seu ímpeto drasticamente arrefecido pelo fim do Império Soviético. A segunda é bastante recorrente no folhetim literário do século 18 em diante – basta lembrar da mortífera e sedutora Milady de Os Três Mosqueteiros, os infortúnios do Prisioneiro de Zenda (1894), ou o acurado estudo psicológico feito por Joseph Conrad em O Agente Secreto (1907).

Continuar...

Romance de cavalaria

Votos de utilizador:  / 0

Os romances ou novelas de cavalaria são de origem medieval, e constituem uma das manifestações literárias de ficção em prosa mais ricas da literatura peninsular. Podemos considerá-las, sobretudo as da matéria da Bretanha (ligadas às aventuras da corte do rei Artur e da Távola Redonda), verdadeiros códigos de conduta medieval e cavaleiresca. Costumam agrupar-se em ciclos, isto é, conjuntos de novelas que giram à volta do mesmo assunto movimento as mesmas personagens. De carácter místico e simbólico, relatam aventuras penetradas de espiritualidade cristã e subordinam-se a um ideal místico, que sublima o amor profundo.

Continuar...

Romance

Votos de utilizador:  / 0

 

O termo romance (do latim romanice: "em língua românica", através do provençal romans) pode referir-se a dois gêneros literários. O primeiro deles é uma composição poética popular, histórica ou lírica, transmitida pela tradição oral, sendo geralmente de autor anônimo; corresponde aproximadamente à balada medieval. Como forma literária moderna, o termo designa uma composição em prosa.

Continuar...

As Nossas Publicações

  

   

 

  

    

  

  

 

 

  

      

 

 

login | registo