ptenfrdeitrues

          Outras Línguas

English Français 

domingo, maio 31, 2020

CADERNOS TEMÁTICOS : CATEDRAL FM . DIPLOMACIA . GEOPOLÍTICAKULTFASHION .  NETWORK AVIATION .  ÓRACULO DA HISTÓRIA . POLITICAL  .  SMARTVIDEO . SCOREMORE . TEKSMART IT . TECHNOLOGY MAG . MILITARY SERIES  | ECONOMY INSIGHT | PONT DES ARTS | TROUBLE SPOTS (eng)                                                                     

Você está aqui:Países do Mundo»Afeganistão»Grupos étnicos no Afeganistão
terça, 05 maio 2020 21:41

Grupos étnicos no Afeganistão Destaque

Escrito por
Classifique este item
(0 votos)

O Afeganistão é uma sociedade multi-étnica e principalmente tribal. A população do país está dividida nos seguintes grupos etno-linguísticos: pashtun, tadjique, hazara, uzbeque, aymāq, turcomeno, baloch, pashai, nuristani, gujjar, árabe, brahui, pamiri e outros. O Hino Nacional Afegão e a Constituição Afegã mencionam um total de 14 grupos étnicos.

Identidade nacional

O termo "afegão" é sinónimo do etnónimo "pashtun" e já era mencionado no século III, referindo-se às tribos que habitam as terras ao sul do Hindu Kush ao redor das montanhas Sulaiman. Tornou-se proeminente durante as dinastias Khalji, Lodi e Suri do norte da Índia. O nome tornou-se a identidade nacional do Afeganistão nos tempos modernos. Apesar de pertencer a vários grupos étnicos, em uma pesquisa realizada em 2009, 72% da população rotulou sua identidade como afegã primeiro, antes da etnia.

Embora a cultura nacional do Afeganistão não seja uniforme, ao mesmo tempo, os vários grupos étnicos não têm limites claros entre si e há muita sobreposição. Além disso, os grupos étnicos não são racialmente homogéneos. Embora todos os grupos étnicos do Afeganistão compartilhem uma cultura muito semelhante, existem certas tradições e celebrações que cada grupo étnico adoptou. Por exemplo, nowruz é o ano novo persa, que foi originalmente comemorado pelos persas e agora foi adoptado por alguns dos outros grupos. O attan, que originalmente era uma dança executada por pashtuns, é agora a dança nacional do Afeganistão.

Grupos étnicos
 
Aimaq


Aimaq, que significa "tribo" em turco-mongólico (Oymaq), não é uma denominação étnica, mas diferencia pastores semi-nómadas e grupos tribais agrícolas de várias origens étnicas, incluindo o Tajique, Hazara e Baluch, que foram formados nos séculos XVI e XVII. séculos. Eles vivem entre pessoas não tribais nas áreas ocidentais das províncias de Badghis, Ghor e Herat. Eles são muçulmanos sunitas, falam o dialecto Aimaq do persa próximo a Dari e se referem a si mesmos com designações tribais.  As estimativas populacionais variam amplamente, de menos de 500.000 a cerca de 800.000.

Baloch



 
O povo Baloch é o orador do Balochi, encontrado principalmente na região do Afeganistão e nos arredores. Nos anos 90, seu número era de 100.000, mas hoje são cerca de 200.000.  Eles provavelmente são uma ramificação dos curdos. Principalmente moradores pastores e do deserto, os Baloch também são muçulmanos sunitas. Abdul Karim Brahui, governador da província de Nimruz, é Baloch.

Hazara


 
Os Hazaras são o terceiro maior grupo étnico do Afeganistão. Eles residem principalmente na região de Hazarajat, no centro do Afeganistão. Linguisticamente, os Hazara falam um dialecto do Dari-Persa, conhecido como Hazaragi, e às vezes sua variante é intercalada com algumas palavras turcas e mongólicas. A maioria dos hazaras pratica o islão xiita, enquanto algumas de suas minorias são sunitas. Eles estão entre 6 e 8 milhões.

Alguns Hazaras notáveis do Afeganistão incluem: Abdul Ali Mazari, Ismael Balkhi, Karim Khalili, Sultan Ali Keshtmand, Habiba Sarābi, Sarwar Danish, Ustad Muhammad Akbari, Sima Samar, Ramazan Bashardost, Abdul Haq Shafaq, Sayed Anwar Rahmati, Qurban Ali Urozgan Jafari, Ahmad Shah Ramazan, Muhammad Mohaqiq, Ahmad Behzad, Nasrullah Sadiqi Zada Nili, Rohullah Nikpai, Hamid Rahimi, Fariba Rezayee, Wakil Hussain Allahdad e Dawood Sarkhosh.

Nuristani


 
 
Os Nuristani são um povo indo-iraniano, representando um terceiro ramo independente dos povos arianos (indo-ariano, iraniano e nuristani), que vivem em regiões isoladas do nordeste do Afeganistão, bem como através da fronteira no distrito de Chitral, no Paquistão. Eles falam uma variedade de línguas nuristanesas. Mais conhecidos historicamente como os Kafirs do que antes era conhecido como Kafiristão (terra dos pagãos), eles se converteram ao Islão durante o governo de Amir Abdur Rahman e seu país foi renomeado "Nuristão", que significa "Terra da Luz" (como na luz do Islão).  Uma pequena porção não conquistada do Kafiristão habitada pelo povo Kalash que ainda pratica sua religião pré-islâmica ainda existe do outro lado da fronteira, nas terras altas de Chitral, no noroeste do Paquistão. Muitos Nuristanis acreditam que eles são descendentes dos gregos antigos de Alexandre, o Grande, mas há uma falta de evidência genética para isso e são mais do que provavelmente um bolso isolado dos primeiros invasores arianos. Fisicamente, os Nuristani são do sub-grupos do Mediterrâneo com cerca de um terço do blondismo recessivo. Eles seguem o Islão sunita como a maioria dos outros afegãos. A população na década de 1990 foi estimada em 125.000 por alguns; os nuristanis preferem um número de 300.000

Pashtun


 
Os pashtuns (afegãos étnicos) constituem o maior grupo étnico do Afeganistão, compreendendo entre 38% e 42% da população do país. Seu território principal, às vezes chamado de Pashtunistão, Fica entre as montanhas Hindu Kush, no Afeganistão, e o rio Indus, no vizinho Paquistão, onde eles são o segundo maior grupo étnico. Após a ascensão da dinastia Hotaki em 1709 e do Império Durrani em 1747, os pashtuns se expandiram formando comunidades ao norte do Hindu Kush e em outras partes do Afeganistão.

 
Existem teorias sobre a origem do povo pashtun, tanto entre historiadores quanto os próprios pashtun. Uma variedade de grupos antigos com epónimos semelhantes a Pukhtun tem sido sugerida como possíveis ancestrais dos pashtuns modernos. O historiador grego Heródoto mencionou um povo chamado pactyans, que vivia na Arachosia Satrap dos aqueménidas desde o primeiro milênio a.C. Desde o século III dC em diante, eles são geralmente referidos pelo etnónimo "Afegão", um nome que se acredita ter sido dado a eles pelo povo persa vizinho. Alguns acreditam que o afegão étnico é uma adaptação do etnónimo Prakrit Avagana, atestado no século VI EC. Foi usado para se referir a um ancestral lendário comum conhecido como "Afgana", propagado para ser neto do rei Saul de Israel

Segundo estudiosos como V. Minorsky e outros, o nome Afgão aparece no livro de geografia de 982 CE Hudud-al-Alam. Al-Biruni se referiu a um grupo de afegãos no século XI como várias tribos que viviam nas montanhas da fronteira ocidental da Índia antiga e da Pérsia, que seria a área entre as montanhas Hindu Kush no Afeganistão e o rio Indus no que hoje é o Paquistão. Segundo outras fontes, alguns pashtuns podem ser as tribos perdidas de Israel que se converteram ao Islão durante o Império Árabe. Desde o século XIII, algumas tribos pashtuns conquistaram áreas fora de sua terra natal tradicional, avançando mais profundamente no sul da Ásia, formando frequentemente reinos como o sultanato de Deli

A moderna identidade nacional afegã se desenvolveu em meados do século XVIII sob o domínio de Ahmad Shah Durrani, que uniu todas as tribos e formou o último império afegão. [Os pashtuns são os governantes tradicionais do Afeganistão desde o surgimento da dinastia Hotaki em 1709 ou mais especificamente quando o Império Durrani foi criado em 1747. Eles praticam o Islão sunita e seguem a escola de pensamento Hanafi. A administração Karzai, liderada por Hamid Karzai, foi dominada pelos ministros pashtuns. Nas eleições presidenciais afegãs de 2014, todos os onze candidatos eram pashtuns.

Alguns pashtuns notáveis ​​do Afeganistão incluem: Hamid Karzai, Ashraf Ghani, Nazo Tokhi, Akbar Khan, Malalai de Maiwand, Abdul Ahad Momand, Zalmay Khalilzad, a garota afegã, Hedayat Amin Arsala, Abdul Rahim Wardak, Sher Mohammad Karimi, Abdul Salam Azimi, Zalmai Rassoul, Omar Zakhilwal, Ghulam Farooq Wardak, Anwar ul-Haq Ahady, Daud Shah Saba, Mohammad Gulab Mangal, Gul Agha Sherzai, Asadullah Khalid, Mohammad Hanif Atmar, Mohammad Ishaq Aloko, Mohammed Omar, Gulbuddin Ahkenasty, Ubaidullah Jan, Naghma, Farhad Darya Nasher, Suhaila Seddiqi, Shukria Barakzai, Fauzia Gailani, os Hotakis, Durranis, Nashers e Karzais.

Tadjique


 
 
Os tadjiques formam o segundo maior grupo étnico do Afeganistão são um povo nativo de língua persa. Como auto-designação, o termo tadjique, que antes era mais ou menos pejorativo, tornou-se aceitável apenas nas últimas décadas, principalmente como resultado da administração soviética na Ásia Central. Nomes alternativos para os tadjiques são Fārsī (persa), Fārsīwān (falante de persa) e Dīhgān (cf. tadjique: Деҳқон, romanizado: Dehqon, literalmente "agricultor ou aldeão estabelecido", num sentido mais amplo "estabelecido" em contraste com " nómada "). 

Como o resto dos grupos étnicos no Afeganistão, a origem dos tadjiques é um mistério. Eles só foram capazes de governar e, ao mesmo tempo, legitimar seu governo como sub-governantes secundários ou mesmo imediatos, com alguma influência significativa sobre os estrangeiros - com excepção da regra curta de 10 meses de Habibullah Kalakani, em 1929. O número total de tadjiques no Afeganistão era de cerca de 4,3 milhões em 1995, e a Encyclopædia Britannica explica que, no início do século XXI, eles constituíam cerca de um quinto da população

Os tadjiques são o principal grupo étnico do vizinho Tajiquistão, um país que foi criado ao norte do Afeganistão em 1991. Durante o final do século XIX e o início do século XX, um grande número de tadjiques da Ásia Central fugiu da conquista de sua terra natal pelo Exército Vermelho Russo e se estabeleceu no norte do Afeganistão.

No Afeganistão, os tadjiques são a maioria na cidade de Herat. A cidade de Mazar-e-Sharif é 60% tadjique, Cabul é aproximadamente 45% e Ghazni 50%. Sabe-se que muitos estão nas Forças de Segurança Nacional Afegãs (ANSF), enquanto alguns nas principais cidades são burocratas, médicos, professores, professores, comerciantes e lojistas. Outros vivem em áreas rurais, particularmente em Badakhshan, e se dedicam à agricultura. Os tajiques étnicos são os rivais mais próximos dos pashtuns pelo poder político e prestígio no Afeganistão. Ao mesmo tempo, eles costumam se envolver em parcerias comerciais e contratos de casamento. A Aliança do Norte, que se opunha ao governo talibã, era dominada pelos tadjiques. Alguns tadjiques notáveis ​​do Afeganistão incluem: Habibullah Kalakani, Burhanuddin Rabbani, Ahmad Shah Massoud, Ahmad Zia Massoud, Mohammed Fahim, Yunus Qanuni, Ismail Khan, Bismillah Khan Mohammadi, Atta Muhammad Nur, Amrullah Saleh, Wasef Bakhtari, Abdul Latif Pedram. Baz Mohammad Ahmadi, Mohammed Daud Daud, Abdul Basir Salangi e Fawzia Koofi.

Turcomano


Os turcomanos são o grupo turco menor. Eles são muçulmanos sunitas e suas origens são muito semelhantes às dos uzbeques. Ao contrário dos uzbeques, no entanto, os turcomanos são tradicionalmente um povo nómada (embora tenham sido forçados a abandonar esse modo de vida no próprio Turcomenistão sob o domínio soviético). Nos anos 90, seu número era de cerca de 200.000. 

Uzbeque


 
Os uzbeques são o principal povo turco do Afeganistão, cujo território nativo fica nas regiões norte do país. Muito provavelmente os uzbeques migraram com uma onda de invasores turcos e se misturaram com as tribos iranianas locais ao longo do tempo para se tornarem o grupo étnico que são hoje. No século XVI, os uzbeques haviam se estabelecido em toda a Ásia Central e atingido o Afeganistão após as conquistas de Muhammad Shaybani. Os uzbeques do Afeganistão são muçulmanos sunitas e fluentes no uzbeque. Os uzbeques que vivem no Afeganistão foram estimados na década de 1990 em aproximadamente 1,3 milhão , mas agora acredita-se que sejam 2 milhões.

Alguns uzbeques notáveis ​​do Afeganistão incluem: Abdul Rashid Dostum, Husn Banu Ghazanfar, Abdul Rauf Ibrahimi, Muhammad Yunus Nawandish, Sherkhan Farnood, Abdul Malik Pahlawan e Rasul Pahlawan.

Grupos menores


Grupos menores incluem Mogol, Pashai, Pamiri, Quirguistão, Árabes e Gujjar.

Composição étnica

 


A população do Afeganistão foi estimada em 2017 em 29,2 milhões. Destes, 15 milhões são do sexo masculino e 14,2 milhões do feminino. Cerca de 22% deles são urbanos e os 78% restantes vivem em áreas rurais. Outros 3 milhões de afegãos estão temporariamente alojados nos vizinhos Paquistão e Irão, a maioria dos quais nasceu e cresceu nesses dois países. Isso faz com que a população total afegã fique em torno de 33.332.025, e sua taxa de crescimento actual é de 2,34%.

O governo afegão anunciou que começará a emitir cartões de identidade eletrócnicos (e-Tazkiras) nos quais a etnia de cada cidadão deve ser fornecida no aplicativo. Espera-se que esse processo revele os números exactos sobre o tamanho e a composição dos grupos étnicos do país.

Uma distribuição aproximada dos grupos étnicos é mostrada no gráfico abaixo:

Grupos étnicos no Afeganistão
Ethnic group World Factbook / Library of Congress Country Estudos (recentes estimam) World Factbook / Library of Congress Country Estudos(pre-2004 estimativas)
Pashtun 42% 38-50%
Tajique 27% 25-26.3% (disto 1% são Qizilbash)
Hazara 9% 12-19%
Uzbeque 9% 6-8%
Aimak 4% 500,000 a 800,000 
Turcomano 3% 2.5%
Baloch 2% 100,000
Outros(PashaiNuristaniArabBrahuiPamiriGujjar, etc.) 4% 6.9%
 

A estimativa recente no gráfico acima é apoiada pelas pesquisas de opinião nacionais abaixo, que tinham como objectivo saber como um grupo de 804 a 13.943 residentes locais no Afeganistão se sentia em relação à guerra actual, à situação política e às questões económicas e sociais questões que afectam suas vidas diárias. Dez pesquisas foram realizadas entre 2004 e 2018 pela Fundação Ásia (uma amostra é apresentada na tabela abaixo; a pesquisa em 2015 não continha informações sobre a etnia dos participantes) e uma entre 2004 e 2009 por um esforço conjunto da transmissão empresas NBC News, BBC e ARD.

 

Respostas sobre etnia fornecidas por 804 a 13.943 afegãos em pesquisas de opinião nacionais
Grupo étnico "Afeganistão: como estão as coisas" (2004–2009) "Uma pesquisa com o povo afegão" (2006) "Uma pesquisa com o povo afegão" (2007) "Uma pesquisa com o povo afegão" (2012) "Uma pesquisa com o povo afegão" (2014) "Uma pesquisa com o povo afegão" (2018)
Pashtun 38-46% 40.9% 40% 40% 40% 37%
Tadjique 37-39% 37.1% 35% 33% 36% 37%
Hazara 6-13% 9.2% 10% 11% 10% 10%
Uzbeque 5-7% 9.2% 8% 9% 9% 9%
Aimak 0-0% 0.1% 1% 1% 1% 1%
Turcomano 1-2% 1.7% 3% 2% 2% 2%
Baloch 1-3% 0.5% 1% 1% 1% 1%
Outros (Pashayi, Nuristani, Árabe, etc.) 0-4% 1.4% 2% 3% 5% 5%
Sem opinião 0-2% 0% 0% 0% 0% 0%
 

Referências

  1. ^ "Article Four of the Constitution of Afghanistan". Archived from the original on 2013-10-28. Retrieved 2017-05-23The nation of Afghanistan is comprised of the following ethnic groups: Pashtun, Tajik, Hazara, Uzbak, Turkman, Baluch, Pashai, Nuristani, Aymaq, Arab, Qirghiz, Qizilbash, Gujur, Brahwui and others.
  2. Kieffer, Ch. M. "Afghan". Encyclopædia Iranica. Archived from the original on 2013-11-16. From a more limited, ethnological point of view, “Afḡān” is the term by which the Persian-speakers of Afghanistan (and the non-Paṧtō-speaking ethnic groups generally) designate the Paṧtūn. The equation Afghans = Paṧtūn has been propagated all the more, both in and beyond Afghanistan, because the Paṧtūn tribal confederation is by far the most important in the country, numerically and politically.
  3. "ABC NEWS/BBC/ARD poll - Afghanistan: Where Things Stand" (PDF). Kabul, Afghanistan: ABC News. pp. 38–40. Archived (PDF) from the original on 2011-06-28. Retrieved 2010-10-29.
  4. ^ "Afghanistan - Non-Muslims". countrystudies.us. Archived from the original on 3 November 2016. Retrieved 27 April 2018.
  5. ^ "Library of Congress, Aimaq". loc.gov. Archived from the original on 11 August 2017. Retrieved 27 April 2018.
  6.  "Ethnic Groups". Library of Congress Country Studies. 1997. Archived from the original on 2009-01-10. Retrieved 2010-10-08.
  7. ^ "HAZĀRA". Arash Khazeni, Alessandro Monsutti, Charles M. Kieffer. Encyclopædia Iranica. December 15, 2003. Archived from the original on November 17, 2013. Retrieved 2014-04-10.
  8. ^ "Hazara". Encyclopædia Britannica. Archived from the original on November 17, 2011. Retrieved November 6, 2011.
  9.  "Afghanistan: (iv.) ethnocgraphy". L. Dupree. Encyclopædia Iranica. July 1982. Archived from the original on 2014-03-10. Retrieved 2014-04-10.
  10. ^ See:
    • "People and Society :: 33,332,025 (2016 est.)". The World Factbook. www.cia.gov. Archived from the original on 2017-06-07. Retrieved 2017-05-23.
    • "Ethnic groups". BBC News. Archived from the original on 1 November 2013. Retrieved 7 June 2013Pashtun: Estimated to be in excess of 45% of the population, the Pashtuns have been the most dominant ethnic group in Afghanistan.
    • Janda, Kenneth; Jeffrey M. Berry; Jerry Goldman (2008). The Challenge of Democracy: Government in America (9 ed.). Cengage Learning. p. 46. ISBN 0-618-81017-X. Retrieved 2010-08-22.
    • "Afghanistan's complex ethnic patchwork". The Asian Wall Street Journal. Tehran Times. March 10, 2011. Archived from the original on 20 November 2012. Retrieved 20 April 2012.
    • "About Afghanistan - Ethnic Divisions". Archived from the original on 2010-09-17. Retrieved 2010-09-24.
    • Christensen, Asger (1995). Aiding Afghanistan: the background and prospects for reconstruction in a fragmented society. NIAS Press. p. 46. ISBN 87-87062-44-5. Retrieved 2010-09-24.
    • Congressional Record. Government Printing Office. p. 10088. Retrieved 2010-09-24.
    • Taylor, William J. Jr.; Abraham Kim (2000). Asian Security to the Year 2000. DIANE Publishing. p. 58. ISBN 1-4289-1368-8. Retrieved 2010-09-24.
    • "The ethnic composition of afghanistan in different sources". Archived from the original on February 5, 2012. Retrieved April 22, 2012.
  11. ^ "Ethnic map of Afghanistan" (PDF)Thomas Gouttierre, Center For Afghanistan Studies, University of Nebraska at Omaha; Matthew S. Baker, Stratfor. National Geographic Society. 2003. Archived (PDF) from the original on 15 July 2011. Retrieved 24 October2010.
  12. ^ Chapter 7 Archived 2006-12-16 at the Wayback Machine of The History of Herodotus(trans. George Rawlinson; originally written 440 BC) (retrieved 10 January 2007)
  13. ^ "Afghan and Afghanistan". Abdul Hai Habibi. alamahabibi.com. 1969. Archived from the original on 2011-07-07. Retrieved 2010-10-24.
  14. "Pashtun". Encyclopædia Britannica. Archived from the original on 2013-10-30. Retrieved 2011-03-21.
  15. ^ "Afghanistan". CIA World Factbook. Archived from the original on 2017-09-20. Retrieved 2011-03-21.
  16. ^ "Afghan Government 2009" (PDF)Central Intelligence Agency. Southern Center for International Studies. September 28, 2009. Archived from the original (PDF) on July 28, 2011. Retrieved 2011-03-21.
  17. ^ Richard Foltz, A History of the Tajiks: Iranians of the East, London: Bloomsbury, 2019, p. 173.
  18.  Perry, John (July 20, 2009). "TAJIK i. THE ETHNONYM: ORIGINS AND APPLICATION". Encyclopædia Iranica. Archived from the original on May 17, 2014. Retrieved 2014-04-10.
  19. ^ C.E. Bosworth; B.G. Fragner (1999). "TĀDJĪK". Encyclopaedia of Islam (CD-ROM Edition v. 1.0 ed.). Leiden, The Netherlands: Koninklijke Brill NV.
  20. ^ M. Longworth Dames; G. Morgenstierne; R. Ghirshman (1999). "AFGHĀNISTĀN". Encyclopaedia of Islam (CD-ROM Edition v. 1.0 ed.). Leiden, The Netherlands: Koninklijke Brill NV.
  21. ^ Richard S. Newell "Post-Soviet Afghanistan: The Position of the Minorities". Asian Survey, Vol. 29, No. 11 (Nov., 1989), pp. 1090–1108. Publisher: University of California Press
  22. "Tajik". Encyclopædia Britannica. Archived from the original on November 25, 2011. Retrieved November 6, 2011There were about 5,000,000 in Afghanistan, where they constituted about one-fifth of the population.
  23. ^ Wörmer, Nils (2012). "The Networks of Kunduz: A History of Conflict and Their Actors, from 1992 to 2001" (PDF)Stiftung Wissenschaft und Politik. Afghanistan Analysts Network. p. 8. Archived (PDF) from the original on 2013-11-04. Retrieved 2014-04-10While non-Pashtun settlers from inside Afghanistan such as Tajiks, Hazara or Baluch people moved to Kataghan during the late nineteenth and early twentieth century as well, the most considerable wave of non-Pashtun immigration to the northeast occurred in the 1920s. By this time between one-and two-hundred thousand Tajiks and Uzbeks fled the conquest of their homeland by Russian Red Army and settled in northern Afghanistan
  24. ^ "Afghanistan: Glossary". British Library. Archived from the original on 2 July 2010. Retrieved 15 March 2008tajiks An ethnic minority group migrated from former Russian Turkestan, ethnically and linguistically Persian, residing north of the Hindu Kush and around Kabul
  25. "2003 National Geographic Population Map" (PDF)Thomas Gouttierre, Center For Afghanistan Studies, University of Nebraska at Omaha; Matthew S. Baker, Stratfor. National Geographic Society. 2003. Archived (PDF) from the original on 2011-07-15. Retrieved 2011-04-11.
  26. ^ "Uzbek,". Encyclopædia Britannica. Archived from the original on 2011-11-27. Retrieved 2011-11-06.
  27. ^ "Afghan Population 29.2 Million - Pajhwok Afghan News". www.pajhwok.com. Archived from the original on 11 October 2017. Retrieved 27 April 2018.
  28. ^ Mohammad Jawad Sharifzada, ed. (November 20, 2011). "Afghanistan's population reaches 26m". Pajhwok Afghan News. Archived from the original on January 1, 2013. Retrieved December 5, 2011.
  29. ^ "Afghanistan". The World Factbook. www.cia.gov. Archived from the original on 2017-09-20. Retrieved 2017-05-19.
  30. ^ Abasin Zaheer, ed. (May 26, 2013). "Senators stress caution in ID cards issuance". Pajhwok Afghan News. Archived from the original on June 12, 2014. Retrieved 2013-05-04.
  31. ^ "Ethnic groups: Pashtun 42%, Tajik 27%, Hazara 9%, Uzbek 9%, Aimak 4%, Turkmen 3%, Baloch 2%, other 4%". The World Factbook. Central Intelligence Agency (CIA). Archived from the original on 2013-10-14. Retrieved 2010-09-18.
  32. ^ "Country Profile: Afghanistan" (PDF). Library of Congress Country Studies on Afghanistan. August 2008. Archived (PDF) from the original on February 26, 2005. Retrieved October 10, 2010.
  33. ^ "The World Factbok – Afghanistan". The World Factbook/Central Intelligence Agency. University of Missouri. October 15, 1991. Archived from the original on April 27, 2011. Retrieved 2011-03-20_#_Ethnic divisions: Pashtun 50%, Tajik 25%, Uzbek 9%, Hazara 12-15%; minor ethnic groups include Chahar Aimaks, Turkmen, Baloch, and other
  34. ^ "PEOPLE – Ethnic divisions:". The World Factbook/Central Intelligence Agency. University of Missouri. January 22, 1993. Retrieved 2011-03-20Pashtun 38%, Tajik 25%, Uzbek 6%, Hazara 19%; minor ethnic groups include Chahar Aimaks, Turkmen, Baloch, and others
  35. See:
    • "Afghanistan in 2018 – A survey of the Afghan people" (PDF). Kabul, Afghanistan: The Asia Foundation. pp. 181–182. Retrieved 2018-12-31Appendix 1: Target Demographics 181... Pashtun 37%, Tajik 37%, Uzbek 9%, Hazara 10%, Turkmen 2%, Baloch 1%, Nuristani 1%, Aimak 1%, Arab 2%, Pashaye 1%, Sadat 1%
    • "Afghanistan in 2012 – A survey of the Afghan people" (PDF). Kabul, Afghanistan: The Asia Foundation. pp. 181–182. Archived (PDF) from the original on 2012-11-15. Retrieved 2012-11-28Appendix 1: Target Demographics 181... Pashtun 40%, Tajik 33%, Uzbek 9%, Hazara 11%, Turkmen 2%, Baloch 1%, Nuristani 1%, Aimak 1%, Arab 2%, Pashaye 1%, Sadat 1%
    • "Afghanistan in 2010 – A survey of the Afghan people" (PDF). Kabul, Afghanistan: The Asia Foundation. 2010. pp. 225–226. Archived (PDF) from the original on 2011-07-19. Retrieved 2011-03-20D-9. Which ethnic group do you belong to? SINGLE RESPONSE ONLY Pashtun 42%, Tajik 31%, Uzbek 9%, Hazara 10%, Turkmen 2%, Baloch 1%, Nuristani 1%, Aimak 2%, Arab 2%
    • "Afghanistan in 2009: A Survey of the Afghan People" (PDF). Kabul, Afghanistan: The Asia Foundation. Archived (PDF) from the original on 2012-09-07. Retrieved 2012-11-28The 2009 survey interviewed 6,406 Afghans (53% men and 47% women)
    • "Afghanistan in 2010 – A survey of the Afghan people" (PDF). Kabul, Afghanistan: The Asia Foundation. Archived (PDF) from the original on 2012-09-05. Retrieved 2012-11-28The 2008 survey interviewed 6,593 Afghans...
    • "Afghanistan in 2007 – A survey of the Afghan people" (PDF). Kabul, Afghanistan: The Asia Foundation. 2010. pp. 225–226. Archived (PDF) from the original on 2011-08-13. Retrieved 2011-03-20The 2007 survey interviewed 6,406 AfghansWhich ethnic group do you belong to? SINGLE RESPONSE ONLY Pashtun 40%, Tajik 35%, Uzbek 8%, Hazara 10%, Turkmen 3%, Baloch 1%, Nuristani 1%, Aimak 1%, Arab 1%
    • "Afghanistan in 2006 – A survey of the Afghan people" (PDF). Kabul, Afghanistan: The Asia Foundation. pp. 83–88. Archived from the original (PDF) on 2012-04-13. Retrieved 2012-11-28A total of 6,226 respondents were surveyed in the study, out of which 4888 (78.5%) were from the rural areas and 1338 (22%) were from the urban areas. Ethnicity: Pashtun 40.9, Tajik 37.1, Uzbek 9.2, Hazara 9.2, Turkmen 1.7, Baloch 0.5, Nuristani 0.4, Aimak 0.1, Arab 0.7, Pashayi 0.3
    • "Afghanistan in 2004 – A survey of the Afghan people" (PDF). Kabul, Afghanistan: The Asia Foundation. 2004. Archived (PDF) from the original on 2012-09-06. Retrieved 2012-11-28The 2004 survey interviewed 804 AfghansWhich ethnic group do you belong to? Pashtun 46%, Tajik 39%, Uzbek 6%, Hazara 6%, Turkmen 1%, Baloch 0%, Nuristani 1%, Aimak 0%, Arab 1%, Pashaye 0%, Other 1%.
Ler 91 vezes Modificado em sábado, 09 maio 2020 17:26

Deixe um comentário

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

Parceiros Educacionais

National Geographic   Discovery Channel      

Parceiros Tecnológicos de Referência


Teksmartit     IB6   

Usamos cookies para melhorar nosso site e sua experiência ao usá-lo. Os cookies utilizados para o funcionamento essencial deste site já foram definidos. To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our privacy policy.

  I accept cookies from this site.
EU Cookie Directive Module Information