Donald Trump anunciou na sexta-feira a saída dos Estados Unidos da Organização Mundial da Saúde (OMS), algo que já tinha ameaçado fazer durante a crise pandémica provocada pelo novo coronavírus. A decisão está a alarmar grupos de especialistas médicos, que temem pela segurança da saúde global e alertam para "repercussões significativas".